PLS 757/2015 APROVADO NA CCJ DO SENADO
Hoje, 06/06/2018, foi aprovado na CCJ do Senado o PLS 757/2015, que altera a Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002 (Código Civil), a Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015 (Estatuto... More detail
Requerimento ao CNJ de abertura de procedimento contra a Desembargadora
A Federação Brasileira das Associações de Síndrome de Down, enviou no dia 19/03/2018, ao Conselho Nacional de Justiça – CNJ, requerimento... More detail
Programa 'Bom Dia Brasil' noticia sobre a Nota de Repúdio à demonstração de preconceito manifestado pela Marília Castro Neves
Hoje, 20.03.18, no programa Bom Dia Brasil, foi comentado sobre a Nota de Repúdio da Federação Down à demonstração de preconceito manifestado pela... More detail
prev
next

Brasília, 04/04/2017 - NOTA DE REPÚDIO

A Federação Brasileira das Associações de Síndrome de Down - FBASD vem a público repudiar veemente o vídeo em que o delegado da Polícia Civil, Fábio Pivane, do Acre, refere-se às pessoas com síndrome de Down e suas famílias com termos e expressões depreciativas e discriminatórias. 

Ciente desse lamentável episódio, o titular da Promotoria de Justiça Especializada de Defesa da Pessoa Idosa e Pessoa com Deficiência daquele Estado, Rogério Voltolini Muñoz, informou já ter acionado “as instâncias competentes a fim de, num primeiro momento, obter o esclarecimento pormenorizado desse fato e, num segundo, promover a devida e necessária responsabilização daquele que realizou a primeira postagem, bem como de todos os que teceram comentários de cunho, nitidamente, discriminatório e, ainda, dos que propagaram o vídeo desairoso nas redes sociais”.


A Federação Down, inconformada com as palavras discriminatórias proferidas pelo citado Delegado, solicitou ao Conselho Nacional dos Direitos das Pessoas com Deficiência – CONADE posicionamento a respeito do caso, encaminhou denúncia ao Ministério Público Estadual para a apuração dos fatos e responsabilização de todos os envolvidos, nos termos do artigo 88 da Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência entre outros preceitos legais. A Entidade solicitará, ainda, à Corregedoria da Polícia Civil a apuração dos fatos, ocorridos suposta e inicialmente no horário de trabalho e nas dependências desse Órgão público.


A Federação Brasileira das Associações de Síndrome de Down rechaça todo e qualquer tipo de discriminação e reafirma seu compromisso com os princípios da dignidade da pessoa humana, enfatizando que acompanhará o encaminhamento que será dado pelas instâncias competentes ao caso.

 

 

Template Settings
Select color sample for all parameters
Red Green Blue Gray
Background Color
Text Color
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Scroll to top